Internet: praças de mercado sob controle do capital financeiro

Internet: praças de mercado sob controle do capital financeiro

Comunicação apresentada no XL Congresso da Intercom. Apresenta o conceito de plataformas de mercado ou praças de mercado, a exemplo do Google e Facebook, e mostra como estão associadas ao capital financeiro. Sugere a necessidade de regular a Internet, considerando sua realidade econômica e política.
O arquivo aqui apresentado é uma versão ligeiramente corrigida do original publicado nos Anais do Encontro (http://portalintercom.org.br/anais/nacional2017/resumos/R12-2710-1.pdf)

O massacre de Hipácia: ensaio sobre um roteiro para a barbárie

O massacre de Hipácia: ensaio sobre um roteiro para a barbárie

“Se um ensaio nos permite livre pensar, estaríamos, pergunto, vivenciando o início de um processo que, depois de mais um ou dois séculos, levará a nossa civilização a uma nova barbárie como aquela experimentada pelos europeus nos séculos que se seguiram à queda do Império Romano?”
(Publicado na revista “Versus”, junho de 2011)

Trabalho com Informação: valor, acumulação, apropriação nas redes do capital

Trabalho com Informação: valor, acumulação, apropriação nas redes do capital

Publicado em 2012, este livro resulta da dissertação de mestrado de seu autor, concluída em 1994. No Brasil, então, seria um estudo pioneiro em economia política da informação e da comunicação e na relação entre a teoria marxiana do valor e o valor da informação enquanto trabalho. Apontando para problemas como, por exemplo, a apropriação do conhecimento pelo capital via direitos de propriedade intelectual e o lugar que a então nascente internet ocuparia no processo de acumulação, o livro e a dissertação que lhe deu origem permanecem ainda muito atuais em seus conceitos e outros enunciados básicos.

Comunicação, desenvolvimento, democracia: desafios brasileiros no cenário da mundialização mediática

Comunicação, desenvolvimento, democracia: desafios brasileiros no cenário da mundialização mediática

Livro publicado em 2013 pela Editora da Fundação Perseu Abramo, divide-se em três partes. I) Uma introdução teórica à Economia Política da Comunicação; II) Exposição e discussão das reformas liberais, nas Comunicações, na Europa e Estados Unidos; III) Exposição e discussão do processo político brasileiro, nas Comunicações, desde a quebra do monopólio da Telebrás, em 1996.